Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Situações problema envolvendo o cálculo da inflação

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 

- Mostrar a importância do estudo da inflação.
- Efetuar cálculos mostrando a inflação em diversos setores da economia.
- Empregar nos cálculos juros simples e composto.

Conteúdo(s) 

- Definição de inflação.
- Gráficos comparativos dos índices de inflação aplicados em vários períodos da história recente do Brasil.
- Cálculos de juros simples e composto.

Ano(s) 
Tempo estimado 
Três aulas
Material necessário 

Cópias do artigo "A nova política econômica", de Maílson da Nóbrega (Veja, Ed. 2237, 05 de outubro de 2011) para todos os alunos; e, se possível, sala de informática, com acesso à internet.

Este plano de aula está ligado à seguinte reportagem de VEJA:

Desenvolvimento 
1ª etapa 

Comece a aula perguntando aos alunos se eles sabem o que é a inflação e que fatores contribuem para que ela aumente ou diminua. Com base nas respostas da turma, explique que a inflação é um conceito da economia que está intimamente ligado ao aumento de preços de produtos de uma região ou de um país, durante um período determinado de tempo e conte que, nesse processo, o poder de compra da população cai.

Em princípio os alunos devem pensar que a inflação não é algo positivo para os países, já que interfere diretamente no valor de venda (os preços dos produtos aumentam) e no poder de compra da população (que deixa de comprar, especialmente os trabalhadores das classes mais pobres). Esse processo é acarretado por três fatores principais: 1. O consumo exagerado de alguns produtos; 2. O aumento no custo dos produtos consumidos; e 3. As medidas governamentais que aumentam os impostos para a comercialização de certos produtos.

Prossiga na sua aula expositiva e comente que existem índices oficiais que os economistas usam para medir a inflação, como o IGP ou Índice Geral de Preços (calculado pela Fundação Getúlio Vargas), o IPC ou Índice de Preços ao Consumidor (medido pela FIPE - Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) e o INPC ou Índice Nacional de Preços ao Consumidor.

Para finalizar, conte aos alunos que a inflação aumenta devido a alguns fatores: o excesso de gastos públicos; quando o aumento de salários da população é mais rápido que o ritmo de produtividade do país; quando há um aumento excessivo do lucro das empresas e quando aumentam os preços das matérias-primas.

Explique aos alunos que, nas próximas aulas, vocês irão resolver algumas situações-problema envolvendo o conceito de inflação e que, por isso, é importante que todos tenham compreendido como se dá este processo.

Como lição de casa, peça que os alunos façam uma pesquisa em livros, revistas ou na Internet, sobre os diferentes níveis de inflação em diversas épocas da história do Brasil. Oriente os estudantes a perguntarem sobre o assunto para seus pais e avós e peça que anotem as principais informações em seus cadernos, para um debate na próxima aula.

2ª etapa 

Retome o conceito de inflação discutido com a turma na aula anterior, distribua cópias do artigo do economista Maílson da Nóbrega publicado em Veja para todos os alunos e solicite que façam uma leitura coletiva.

Em seguida, disponha as carteiras da sala em círculo e proponha uma discussão com a turma a respeito do índice de inflação no Brasil em diferentes épocas. Com base nas informações trazidas de casa pelos alunos, construam um gráfico comparativo. Vocês poderão reunir os dados inflacionários de diferentes anos e construir um gráfico com a evolução dos índices a cada 5 anos, por exemplo.

Enquanto os alunos discutem as informações, você pode construir o gráfico no quadro negro e pedir para que todos façam o registro em seus cadernos.

Se a sua escola contar com uma sala de informática, essa discussão poderá ser realizada nesse espaço, a fim de que os alunos possam confirmar alguns dados na internet e construam o gráfico em programas especializados, como o Microsoft Excel, em duplas, e sob a sua orientação.

3ª etapa 

Agora que os seus alunos já sabem o que é a inflação e já fizeram uma análise em gráficos dos índices inflacionários em diferentes momentos da história recente do Brasil, proponha que resolvam algumas situações problema envolvendo o assunto.
Você pode anotar no quadro os problemas abaixo, reservar um tempo para que os alunos resolvam os exercícios individualmente ou em duplas e depois discutir em conjunto a resolução dos problemas.

PROBLEMA 1: Num determinado país com inflação de 10% ao mês, um trabalhador compra três quilos de feijão em um mês e paga R$ 9,00. No mês seguinte, para comprar a mesma quantidade de feijão, ele necessitará de R$ 10,00. Como o salário deste trabalhador não é reajustado mensalmente, o poder de compra vai diminuindo. Após um ano, o salário deste trabalhador perdeu 120% do valor de compra. Por quê? Justifique a sua resposta.

PROBLEMA 2: Uma pessoa alugou um imóvel por R$400,00 no mês de outubro de 2010, pelo período de 3 anos. O contrato de locação prevê reajuste pelo IGP-M (Índice Geral de Preços de Mercado) aplicado a cada 12 meses. Pesquise qual foi a taxa acumulada nesse período e calcule qual será o valor do aluguel a partir de outubro de 2011.

PROBLEMA 3: A inflação em um determinado país atingiu, em janeiro deste ano, 15,76% ao mês. Se essa taxa se repetir em todos os meses do ano, de quanto será a inflação acumulada no período?

PROBLEMA 4: O preço atual de um bem é R$45.600,00. Deflacione esse preço, sabendo-se que ele sofreu as seguintes correções monetárias: 1,4% , 2,1% , 1,7% e 1,5% .

Depois de resolver e discutir os resultados dos problemas com a turma, é esperado que os alunos compreendam que a inflação é comum em qualquer país de livre economia já que os índices oscilam de acordo com o aumento da procura por produtos e a consequente limitação da oferta (a lei da oferta e da demanda).

Para finalizar, explique que nem sempre uma inflação baixa representa uma economia saudável, visto que uma deflação ou um índice inflacionário demasiadamente baixo podem estar vinculados ao não crescimento do PIB (o Produto Interno Bruto dos países) e à redução da capacidade de compra da população.

Avaliação 

Considere os objetivos descritos no início deste plano de aula para observar a participação dos alunos nas atividades de pesquisa, debate, construção de gráficos e resolução de problemas. Se julgar necessário, proponha mais alguns exercícios para que os estudantes resolvam como lição de casa. Caso ainda restem dúvidas, você deve esclarecê-las nas aulas seguintes.

Autor Nova Escola
Créditos:
Valéria Garcia Dias
Formação:
Professora da Nova Escola Judaica, em São Paulo e pós-graduada em Educação Matemática pela PUC-SP

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.