Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Sistema imunológico e vacinas

Publicado por 
novaescola
Conteúdo(s) 

Objetivos
- Entender o que é e como funciona o sistema imunológico.
- Descobrir o que são e como funcionam as vacinas.
- Relacionar vacinas com prevenção de doenças.
- Reconhecer micro-organismos como agentes causadores de doenças.

Conteúdo
- Sistemas do corpo humano.

Anos
3º ao 5º.

Tempo estimado
Quatro aulas.

Material necessário
Um pacote de gelatina incolor, caldo de carne, um copo de água, duas placas de petri (substituíveis por tampas de margarina), cotonetes, filme plástico
e etiquetas adesivas.

Flexibilização
Para trabalhar com um aluno com deficiência física (cadeirante, com pouca mobilidade de membros superiores), explique a ele as etapas da atividade antecipadamente para que participe com mais autonomia. Na 1ª etapa, monte um grupo menor para o aluno, com colegas que tenham mais proximidade com ele. Auxilie o estudante com deficiência física a passar o cotonete onde for necessário ou peça que um colega o ajude (pergunte o que ele prefere).
Na segunda etapa, garanta ao aluno um tempo maior para expressar oralmente suas ideias. Se possível, sente-se ao seu lado e retome os pontos abordados na aula ou oriente o AEE a fazer esse trabalho. Peça um registro por escrito das questões levantadas por ele, que pode virar um pré-texto a ser compartilhado com o grupo.
Na quarta etapa, como esse pedido pode causar alguma dúvida na família do aluno com deficiência, faça um bilhete explicando os motivos. Aproveite para explicitar a atividade e estimular os familiares a conversar com ele sobre o assunto. Avaliação Com a turma dividida em equipes, oriente a produção de cartazes que mostrem como funciona o sistema imunológico, de que forma as vacinas interagem com esse sistema e qual é a relevância das campanhas de vacinação. Aproveite para avaliar a compreensão delas em relação aos agentes causadores de doenças e a importância das vacinas no controle e na erradicação desses males.

Desenvolvimento
1ª etapa
Descubra o que os alunos já sabem sobre doenças e seus agentes causadores perguntando: "Por que ficamos doentes?". É provável que eles reconheçam que a maioria dos males é causada por microorganismos (genericamente chamados pelas crianças de germes ou "bichinhos"). Informe-os de que existem muitos seres que não podemos enxergar sem a ajuda de microscópios, mas que estão por toda parte. Para verificar a presença desse micro-organismo no corpo humano, proponha que façam uma cultura de bactérias coletadas da pele. Monte um grupo menor para o aluno, com colegas que tenham mais proximidade com ele e mais compromisso com o trabalho. Dissolva a gelatina incolor na água (conforme as instruções do pacote), adicione ao caldo de carne (para fazer o meio de cultura) e deposite um pouco dessa mistura sobre as placas de petri (ou tampas de margarina). Em seguida, os alunos devem passar um cotonete entre os dedos ou atrás das orelhas e esfregá-lo levemente no meio de cultura para contaminá-lo. Envolva as placas (ou tampas) com filme plástico, etiquete-as e marque que tipo de contaminação foi feita. Depois de três dias, peça aos alunos que observem as alterações. As bactérias da pele terão se multiplicado e isso será a base para a próxima etapa.

2ª etapa
Analisando com os alunos o resultado da etapa anterior, pergunte: "Por que essas bactérias, que são frequentemente encontradas sobre a pele e se multiplicaram no meio de cultura, não conseguem penetrar no nosso corpo?". Com essa primeira questão, espera-se que eles percebam que a pele é uma das diversas barreiras do organismo, dificultando a invasão de microorganismos potencialmente nocivos. Em certos casos, porém, essa barreira é vencida e ficamos doentes. Verifique o que eles pensam sobre como o nosso corpo reage quando adoecemos com perguntas do tipo: "Por que conseguimos nos recuperar alguns dias depois de contrair um resfriado?". Ouça as respostas da turma e fique atento caso alguma criança faça menção a um sistema de defesa. Se isso acontecer, pergunte como ele funciona. Nosso corpo conta com células cuja missão é proteger o organismo. São os glóbulos brancos, que produzem uma proteína conhecida como anticorpo - responsável por envolver o vírus ou a bactéria causadora de doenças e impedir que eles prejudiquem outras células. Além disso, um vírus ou bactéria que está envolvido por anticorpos é facilmente localizado e destruído pelos glóbulos brancos. Para que entendam como funciona esse mecanismo, reproduza no quadro os desenhos a seguir e pergunte: "Qual desses anticorpos seria capaz de envolver o vírus que aparece ao seu lado?".

Ilustração sobre sistema imunológico, vírus e anticorpos

É esperado que os alunos reconheçam o anticorpo com formato de semicírculo (primeiro da esquerda para a direita) como o mais adequado. Esse mecanismo chave-fechadura é o que garante a eficiência do sistema imunológico. Cada micro-organismo tem um anticorpo específico. Sendo assim, quando entramos em contato com determinado vírus ou bactéria, anticorpos são produzidos para combater aquele micro-organismo específico. Você pode propor que as crianças elaborem um texto com desenhos e legendas, explicando de que forma o corpo age contra a invasão de agentes patogênicos.

3ª etapa
Relembre com os alunos como o corpo humano se defende da invasão de microorganismos e como funciona o sistema antígeno-anticorpo (antígeno é o nome para se referir ao agente causador de doença). Pergunte se algum aluno já contraiu catapora e se já ouviu falar que quem contraiu a doença uma vez não corre o risco de contraí-la novamente. A turma saberia explicar por quê? Informe que o sistema imunológico tem uma espécie de "memória". Assim, quando nosso organismo entra em contato com um micro-organismo já conhecido, a resposta é muito mais rápida. Verifique se os alunos conhecem vacinas e se já tomaram alguma. Eles sabem dizer para que servem e como funcionam? Explique que as vacinas são a forma mais eficaz para o controle de doenças. Ao tomá-las, as pessoas entram em contato com os micro-organismos, desencadeando a produção de anticorpos para que, se um dia forem realmente infectadas, evitem que a doença se estabeleça no corpo. Quando patógenos entram no corpo, os anticorpos demoram um tempo até serem produzidos, e é por isso que acabamos ficando doentes. A função da vacina é estimular a produção desses anticorpos antes que entremos em contato com o microorganismo ativo causador da doença.

4ª etapa
Promova uma pesquisa sobre vacinas. Peça que os alunos tragam suas carteiras de vacinação para que verifiquem a quantidade de vacinas que já tomaram e quais ainda precisam tomar. Você pode organizar uma visita a um posto de saúde ou pedir que um agente de saúde converse com a sua turma para que verifiquem quais as doenças mais comuns entre as crianças e quais praticamente já não existem mais graças às vacinas. 

Avaliação
Com a turma dividida em equipes, oriente a produção de cartazes que mostrem como funciona o sistema imunológico, de que forma as vacinas interagem com esse sistema e qual é a relevância das campanhas de vacinação. Aproveite para avaliar a compreensão delas em relação aos agentes causadores de doenças e a importância das vacinas no controle e na erradicação desses males.

Autor Nova Escola
Créditos:
Marcio Cotomacci
Cargo:
Consultoria:
Formação:
Biólogo e pesquisador de atividades pedagógicas da Sangari Brasil, em São Paulo.

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.