Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Quais as causas do atual conflito na Ucrânia?

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 

- Analisar situações representativas da ordem mundial contemporânea a partir do conflito na Ucrânia
- Compreender o papel exercido pelas potências hegemônicas na manutenção do sistema mundial vigente
- Associar as manifestações culturais do presente aos seus processos históricos
- Analisar a atuação dos movimentos sociais que contribuíram para mudanças ou rupturas em processos de disputa pelo poder
- Comparar diferentes pontos de vista presentes em textos jornalísticos sobre o fato

Conteúdo(s) 

- Geopolítica do mundo contemporâneo
- Conflitos regionais
- Diversidade étnica da Ucrânia
- Conflitos político-culturais pós-Guerra Fria

Ano(s) 
Tempo estimado 
4 aulas
Material necessário 

 - Cópias das reportagens "Ucrânia, um país com um histórico de tragédias" (disponível no site da revista Veja); "Por que UE e Rússia querem tanto a Ucrânia?" (também disponível no site da revista Veja) e "Presidente interino alerta: 'Separatismo ameaça a Ucrânia'" (disponível no site de Veja)
- Projetor de imagens
- Mapa mundi
- Computador com acesso à internet (opcional)

 

Conteúdo relacionado

Este plano de aula está ligado à seguinte reportagem de VEJA:

 

Desenvolvimento 
1ª etapa 

Introdução
A exemplo de outros conflitos que vem ocorrendo no mundo, a Ucrânia está passando por uma crise interna e, ao mesmo tempo, desperta o interesse das grandes potências, como Rússia, Estados Unidos e União Europeia (UE), para definir seu futuro: ingressar na União Européia ou continuar aliada à Rússia?

A Ucrânia está na mira dos países da União Europeia e da Rússia, que têm interesses contraditórios: enquanto os europeus têm interesse em expandir suas fronteiras para o leste e isolar a Rússia, Moscou quer aumentar sua zona de influência e aproximar-se da UE para confrontá-la. Neste sentido, um grande conflito está ocorrendo e dividindo o país em lados opostos: de um lado o leste pró-Rússia e do outro o oeste pró-Europa.

A Ucrânia, uma ex-república da antiga União Soviética, é um país marcado por uma história de invasões e saques de povos mongóis, lituanos e tártaros. Depois vieram os russos, com a implantação do comunismo, a opressão de Josef Stalin (1879-1953) e a tragédia da fome. Para ter acesso a mais informações sobre a história da Ucrânia, leia a reportagem "Ucrânia, um país com um histórico de tragédias", da revista Veja.

A Ucrânia é alvo da cobiça das potências europeias, mas ainda vive sob a sombra da Rússia. O país chama atenção por vários motivos, entre eles: potencial econômico e posição territorial estratégica. Em 2004, o país possuía uma das maiores usinas de aço do mundo - com 42 mil empregados e lucro bruto anual de 300 milhões de dólares, além de ser o 8º país do mundo com maior reserva de carvão e a maior proporção de titânio (vital para a produção de aço). Outro motivo é o seu solo extremamente rico e responsável por uma grande produção agrícola. Em relação ao tamanho, destacamos seu território de mais de 600.000 quilômetros quadrados (área maior que a da França, o maior país da União Européia) e sua população de cerca de 44 milhões de pessoas. Por fim, sua localização: o país é para a UE a porta de entrada do Oriente e, para a Rússia, a porta de saída para o Ocidente.

É oportuno discutir com a turma os motivos levaram população e governo aos conflitos atuais e as possíveis consequências geopolíticas desse evento.

Inicie a aula perguntando aos alunos se eles sabem de algum conflito que está ocorrendo atualmente em algum lugar do mundo? Aos poucos, faça questionamentos do tipo: Onde ocorrem? Quais os motivos do conflito? Quais são o país ou países envolvidos? Neste momento, é importante provocar os alunos sobre alguma reportagem da televisão ou jornal que eles tenham assistido ou lido recentemente. Uma proposta interessante para essa atividade diagnóstica é a roda de conversa. Também é possível anotar na lousa as respostas dos alunos e, com auxílio de um mapa mundi, indicar onde ocorrem os conflitos mencionados pela turma. Após essa conversa, explique para eles que irão investigar o conflito que está ocorrendo atualmente na Ucrânia.

Caso a escola tenha computador com acesso à internet e um projetor de imagens, reproduza a sequência de fotos da galeria "Crise na Ucrânia", também disponível no site da revista Veja, para que os alunos tenham contato com diferentes imagens sobre os recentes acontecimentos no país. Após a observação, pergunte aos alunos: "O que mais chama a atenção nessas fotos? Por quê?". Se preferir, selecione algumas imagens e apresente à turma.

Depois que os alunos observarem as imagens e registrarem as respostas no caderno, faça uma breve exposição inicial sobre o contexto em que o conflito está ocorrendo (o texto da introdução serve como referência para iniciar a discussão). Apresente também outros outros fatos que julgar relevante para o debate. Em seguida, problematize com os alunos: Por que União Européia e Rússia querem influenciar a Ucrânia? Neste momento, é importante que os alunos levantem hipóteses e que o professor faça anotações na lousa para que o conteúdo possa ser resgatado ao final do percurso.

2ª etapa 

É importante apresentar textos que possibilitem ao aluno construir suas referências sobre o conflito na Ucrânia.

Distribua cópias das reportagens "Ucrânia, um país com um histórico de tragédias" e "Por que UE e Rússia querem tanto a Ucrânia?" para cada aluno e peça que todos leiam em silêncio. Em seguida, anote na lousa as palavras mais difíceis dos textos e ajude os alunos a compreender os significados dos termos desconhecidos (se necessário, utilize o dicionário). Pergunte aos estudantes quais são as partes da reportagem que eles consideram mais significativas e chame a atenção para informações importantes que, eventualmente, eles não tenham notado.

Proponha a elaboração de um quadro com os argumentos favoráveis e contrários à entrada da Ucrânia na União Européia. Abaixo, veja uma sugestão de como formatar este quadro:

 

Argumentos favoráveis Argumentos contrários
Os ucranianos não perdoam os russos pelas barbáries e arbitrariedades do passado O grande número de pessoas que se identifica com a Rússia
   



3ª etapa 

Depois de montar o quadro comparativo, é hora de os alunos aprofundarem os conhecimentos sobre alguns temas, para que tenham mais argumentos para responder a questão problematizadora: Por que UE e Rússia querem tanto a Ucrânia?

Para isso, é útil tomar contato com a sequência recente de acontecimentos que levaram às divergências políticas no país. Utilize como referência a reportagem "Presidente interino alerta: 'Separatismo ameaça a Ucrânia'".

Uma forma de organizar a atividade é dividir a turma em pequenos grupos e propor que cada um escolha um período (dezembro, janeiro ou fevereiro) da cronologia dos protestos na Ucrânia para pesquisar em livros, revistas, jornais e na internet. Cada grupo deverá trazer informações para elaborar um painel na aula seguinte. Os painéis poderão conter textos, fotos, mapas, tabelas e gráficos sobre os períodos estudados.

Reserve um tempo para que os grupos confeccionem os painéis e organizem uma apresentação da pesquisa. Durante a apresentação, anote pontos que devem ser reforçados e discuta-os com a turma.

Retome o quadro comparativo construído na aula anterior e complete com as informações trazidas pelos alunos. Com base na pesquisa, nesse quadro e nas discussões em sala, finalize a aula com a turma escrevendo uma carta ao embaixador brasileiro (ou Itamarati) na Ucrânia argumentando qual deveria ser a posição do Brasil diante do conflito. Essa carta também pode ser endereçada a Organização das Nações Unidas. É importante que a carta seja efetivamente enviada. Por isso, debata com a classe se eles desejam produzir posteriormente um documento conjunto ou eleger uma das produções individuais.

Avaliação 

As explicações e as atividades realizadas com a turma devem demonstrar os argumentos favoráveis e contrários entrada da Ucrânia na União Européia. No decorrer das aulas, observe se os alunos conseguiram reconhecer os diferentes pontos de vista dos envolvidos no conflito, bem como a importância estratégica da Ucrânia nessa disputa das grandes potências. Valorize a participação de todos nas atividades individuais e realizadas em grupo. Avalie, também, a construção do painel: como os elementos e os dados foram organizados. Considere o domínio dos conceitos explicados por você e pesquisados pela turma na apresentação dos temas investigados.

Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.