Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Projeções cartográficas

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 
  •  Discutir diferentes maneiras de representar a Terra nas superfícies planas (planisférios).
  • Compreender aspectos ideológicos dos mapas.
Conteúdo(s) 

Projeções cartográficas.

Ano(s) 
Tempo estimado 
Uma aula.
Material necessário 

Mapa-múndi, lápis e borracha.

Desenvolvimento 
1ª etapa 

Pergunte aos alunos quais são as principais características do mapa-múndi que eles conhecem. Anote todas as informações no quadro. Relacione as características levantadas com as que de fato existem no mapa.

2ª etapa 

Com o mapa-múndi em mãos, explique que esse planisfério foi produzido com base em uma superfície cilíndrica de projeção. Para que os alunos visualizem a explicação, você pode enrolar o mapa, formando um cilindro. Explique que há também outros tipos de projeção - por exemplo, a azimutal (como a dos pólos, construída sobre um plano tangente a um ponto qualquer da esfera terrestre).

3ª etapa 

Converse com a classe sobre os motivos das diferentes formas de representar a Terra. Ressalte os aspectos ideológicos, uma vez que os planisférios usados no mundo ocidental são, em sua maioria, eurocêntricos (centrados na Europa). Levante, então, a questão: será que o planisfério usado em países do Oriente, como o Japão, é igual ao que usamos no Brasil? Mostre um mapa japonês e provoque a comparação.

Avaliação 

Observe a participação nos debates. Em textos individuais, peça que os alunos analisem os aspectos ideológicos dos planisférios.

Créditos:
Ana Lúcia de Araújo Guerrero
Formação:
Colaboradora do Laboratório de Ensino e Material Didático de Geografia da Universidade de São Paulo.
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.