Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Por que os bichos migram?

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 

Examinar as causas e características do processo migratório nos animais

Ano(s) 
Material necessário 

Reportagem da Veja:

Desenvolvimento 
1ª etapa 

Introdução

Eles cruzam enormes distâncias, guiam-se, muitas vezes, pelas estrelas, como os antigos navegadores, chegam ao destino, onde passam pequena temporada e retornam ao ponto de partida. A reportagem de VEJA mostra que toda essa maratona não é exclusiva dos maçaricos. A migração é uma característica de algumas espécies animais e tem uma finalidade específica. Em alguns casos, porém, os motivos dessa mobilização em massa ainda são obscuros aos zoólogos. Leia a reportagem com os alunos e complemente com esta aula. Seus alunos vão vibrar. Afinal, o conhecimento da vida dos bichos é uma das unanimidades da curiosidade humana.

Orientação esmerada
O deslocamento de animais de uma região para outra sempre instigou o homem. Observamos esse processo migratório acontecendo com freqüência em determinados períodos. Em certas regiões, nos meses frios do ano, há uma redução da luminosidade, porque os raios solares não incidem perpendicularmente sobre a Terra. Isso, aliado a outros fatores ambientais, causa uma diminuição na quantidade de matéria orgânica (alimento) disponível para o ecossistema, o que obriga o animal a buscar locais com maior fartura e variedade de nutrientes.

Muitas rãs e salamandras percorrem com regularidade distâncias consideráveis até a água para procriar e depois voltam para a terra. Esses deslocamentos para os locais aquáticos de reprodução são promovidos pela prolactina, um hormônio hipofisiário. Já se observou que anfíbios transportados para territórios não-familiares retornam para seus habitats com grande exatidão, supõe-se que orientados pelos astros celestes e pelo aguçado sentido olfativo.

Entre as aves, é mais freqüente a migração latitudinal para o norte ou para o sul. Algumas espécies fazem migração altitudinal para regiões montanhosas no verão e para as terras baixas no inverno.

Migração, reprodução e muda são fases do ciclo anual das aves, todas reguladas pelo sistema neuroendócrino. Antes de migrar elas costumam acumular reservas de gordura, não presentes em outras épocas. O movimento migratório é precedido por um período de inquietação entre as aves, por influência de estímulos ambientais alteração do comprimento do dia e outras condições meteorológicas que atuam através do sistema neuroendócrino. Alguns experimentos mostram interferência da corticosterona das glândulas adrenais e a prolactina da hipófise no início do período de engorda, crescimento das gônadas e a inquietação associada à migração. A variação entre esses dois hormônios é crítica para iniciar as modificações pré-migratórias. O relógio biológico envolvido pode ser a glândula pineal, que sofre interferência de estímulos luminosos. Essa glândula atua sobre o hipotálamo ou sobre a hipófise, estimulando a liberação de corticosterona e prolactina. É isso que explica a memória genética citada por VEJA.

Entre os fatores que auxiliam a orientação destacam-se, conforme a espécie, as características do relevo, a posição do sol nas migradoras diurnas ou do eixo estelar de rotação nas noturnas e a sensibilidade ao campo magnético. Isso já foi demonstrado por meio de "confusões artificiais" criadas com uso de ímãs na cabeça das aves e por campos magnéticos artificiais.

 

Após a leitura da reportagem e do texto de apoio, coloque algumas questões a serem discutidas em grupo.

a) As migrações são uma forma de adaptação dos seres vivos às condições de alimentação, ou a maneira que o ambiente "encontrou" para selecionar os mais resistentes?

b) Como Darwin e Lamarck explicariam o processo migratório?

c) O instinto é uma forma subjetiva de explicar determinados processos e ações entre os animais, ou há uma determinação fisiológica para esses processos?

2ª etapa 

Em seguida, prepare com os alunos uma série de procedimentos para a elaboração de um roteiro de observação, segundo um determinado método científico, que permita analisar o padrão de deslocamento de peixes.

a) Observe durante um tempo (alguns dias) o deslocamento de peixes em um aquário.

b) Coloque um ímã nesse aquário e observe (pelo mesmo espaço de tempo) se houve alguma alteração no padrão de deslocamento dos peixes.

c) Relacione os fatos observados à reportagem e ao texto de apoio.

3ª etapa 

Utilize o quadro ao lado como modelo para uma pesquisa mais ampla de exemplos migratórios.

Veja também:

BIBLIOGRAFIA
Zoologia Geral
, I. T. Storer, R. L. Usinger, R.C. Stebbins, J. W. Nybakken, Companhia Editora Nacional, tel.: (11) 6692-5256

Créditos:
Miguel Castilho Júnior
Formação:
Professor do Colégio Santa Cruz, de São Paulo
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.