Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Leitura de documentos e produção de relatos

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 
  • Pesquisar a História do bairro em que a escola está situada.
  • Desenvolver a capacidade de ler e interpretar documentos históricos. 
Conteúdo(s) 
  • História local.
  • Leitura e interpretação de documentos históricos (livros, mapas, fotografias e documentário).
  • Relato.
  • Linha do tempo.
Ano(s) 
Tempo estimado 
12 aulas
Material necessário 

Papel pardo, pincel atômico e a maior diversidade possível de documentos históricos sobre o bairro, encontráveis em locais como associações de amigos ou de moradores e com a família dos próprios alunos: registros de doação de terra e loteamento do bairro, plantas antigas e recentes da região, reportagens de jornal e fotos antigas.

Desenvolvimento 
1ª etapa 

Inicie a sequência apresentando a proposta de investigar a História do bairro onde a escola está localizada. Faça um levantamento coletivo sobre como é o bairro hoje e convide a turma a imaginar como ele era no passado: como as pessoas viviam? Onde trabalhavam? Por que elas decidiram se mudar para lá? Havia luz elétrica ou água encanada? Seus pais estudavam em escolas do bairro? Havia violência e pobreza? O número de árvores nas ruas era maior ou menor? Registre as hipóteses num cartaz e oriente os alunos a copiar as anotações no caderno. Em seguida, peça que selecionem, junto com os pais, fotos antigas e reportagens sobre a região. Também vale pedir que realizem e gravem entrevistas com os parentes. Para que elas sejam produtivas, é preciso combinar uma pauta de perguntas semelhantes às citadas anteriormente e outra com questões específicas para os personagens em questão. Também é importante que a entrevista seja transcrita e as respostas às perguntas e outras informações históricas que a turma descobrir sejam destacadas por algum procedimento escrito de apoio à leitura, como sublinhados e anotações.

2ª etapa 

Apresente os documentos históricos que você conseguiu coletar e peça que cada um apresente suas contribuições. Explique aos estudantes que, assim como um historiador, eles também deverão pesquisar em diversas fontes os principais fatos da História do bairro e da escola para comprovar ou descartar as hipóteses levantadas. Dividindo a classe em grupos, proponha uma primeira análise do material: quem é o autor? Há data de publicação? Qual o título escolhido? Com base no título, o que se quer explicar ou debater? Pelo formato, é possível identificar o gênero (prosa, verso, texto jornalístico)? No caso de imagens, vale indagar, além do autor e da data, que elementos é possível observar e qual a relação entre o que se vê e os textos escritos (no caso de haver legenda ou a foto acompanhar uma reportagem, por exemplo). Peça que cada grupo anote as informações no caderno.

3ª etapa 

Solicite uma leitura mais detalhada do material orientada pela seguinte pergunta: que informações históricas sobre nosso bairro podemos colher do texto ou da imagem analisada? Pedindo que anotem as descobertas em frases curtas na forma de uma lista, circule pela classe, auxiliando cada grupo a encontrar marcadores de tempo e referências à situação social, política ou econômica que ajudem a circunscrever a época e o contexto dos dados obtidos. Se um bairro violento possuir um recente livro comemorativo produzido, digamos, pela administração regional, que não faça menção a esse tipo de ocorrência, vale discutir o porquê dessa omissão e anotar a hipótese na lista.

4ª etapa 

Convide a turma a organizar os acontecimentos e relatos destacados em uma grande linha do tempo feita na forma de cartazes. Ao redor das datas principais, encaminhe uma colagem de fotos e anotações feitas pelos alunos que justifiquem a data destacada. Peça, ainda, que elaborem um título para o cartaz e uma legenda explicativa para cada ponto da linha do tempo, que pode ser apresentada pelos alunos para pais e funcionários da escola.
 

Avaliação 

Verifique se a linha do tempo inclui os elementos mais importantes da História do bairro, se enfatizam as principais transformações e se as contribuições foram adequadamente contextualizadas - avalie, por exemplo, se consideram a intenção dos autores dos documentos históricos. Para discutir se faltou algum dado ou ponto de vista importante, peça que pais e funcionários se manifestem após a apresentação, debatendo com a turma possíveis fontes para cobrir as lacunas.

Créditos:
Márcia Maria Trípodi
Formação:
Historiadora e vice-diretora da EMEF Professora Thereza Maciel de Paula, em São Paulo, SP.
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.