Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Exploração de sólidos geométricos

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 

Compreender propriedades básicas dos sólidos geométricos.

Conteúdo(s) 

 

 

Ano(s) 
Tempo estimado 
Cinco aulas.
Material necessário 

Caixas de papelão, objetos de tamanhos e formas variados (ou conjuntos de sólidos geométricos).

Desenvolvimento 
1ª etapa 

Apresente os sólidos e faça perguntas do tipo: "Quantos lados cada objeto tem?"; "Algum tem lados iguais?"; "Quais podem ser empilhados?"; "Como eles se chamam?".

Flexibilização para deficiência auditiva 
Faça perguntas individuais para identificar a aprendizagem do aluno. Estimule sua leitura orofacial.

2ª etapa 

Divida a classe em grupos de quatro crianças. Distribua os objetos e peça que eles sejam separados em duas ou três coleções. Explique que, em cada coleção, os objetos devem ter características em comum. Os alunos devem representar por escrito porque separaram os objetos daquela maneira. Eles podem, por exemplo, eleger para um mesmo grupo todas as formas que rolam (esfera, cilindro ou cone).

3ª etapa 

Proponha que a turma examine as coleções de cada grupo e descubra que critério foi escolhido para fazer a separação. Peça que cada grupo revise seu registro e acrescente alguma informação que julgar conveniente para que os demais entendam os critérios de separação. Esses registros devem ser afixados na sala de aula para serem retomados na 5ª etapa.

Flexibilização para deficiência auditiva
Pegue os sólidos, leia pausadamente o registro de frente para ele, questione se está compreendendo.

4ª etapa 

Para que os alunos se concentrem nas características dos sólidos (número de faces, vértices etc.), proponha um jogo de adivinhação: escolha um dos objetos e descreva suas características. Os alunos devem justificar seus palpites. Troque a atividade e peça às crianças que deem as características de um objeto escolhido por você, fazendo perguntas como: "Se fossem me dizer como é o paralelepípedo sem mostrá-lo, o que diriam sobre ele?".

Flexibilização para deficiência auditiva 
Faça perguntas com apoio visual. Ao falar de faces, por exemplo, demonstre o que é isso passando os dedos em outro sólido ou desenhando no quadro. Reúna novamente os objetos e as caixas e organize um novo jogo: agora, um dos grupos terá de pegar, no menor tempo possível, o sólido descrito pelo outro. A dificuldade consiste em não poder apontar o objeto.

5ª etapa 

Registre num cartaz as perguntas mais importantes que a turma formulou para diferenciar um sólido de outro. Com base nessas diferenças, apresente os nomes de alguns (cubo, paralelepípedo, cilindro, esfera, pirâmide e prisma são os principais) e proponha aos alunos jogar de novo. No fim, peça que retomem os registros anteriores e listem características que podem ser observadas em cada um.

Flexibilização para deficiência auditiva 
Nos momentos de avaliação oral, encaminhe ao aluno uma atividade por escrito que pode conter exercícios de pintar, relacionar, ligar, completar, todos voltados aos conteúdos que serão avaliados no grupo.

Avaliação 

Retome a atividade de adivinhação, agora com informações por escrito (se seus alunos ainda não estiverem alfabetizados, leia para eles). Avalie a evolução de cada criança na caracterização dos diferentes sólidos e do vocabulário específico.

Flexibilização 

Inclua: lixa e geoplano.

Deficiências 
Auditiva
Créditos:
Ida Maria Fanchini,
Formação:
professora da EE José Carlos da Silva Junior, em São Paulo.
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.