Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Estrangeirismos no dia a dia

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 
  • Identificar o uso de expressões estrangeiras usadas no cotidiano.
  • Conscientizar os alunos do que eles já sabem.
Conteúdo(s) 
  • Estrangeirismos.
  • Caso genitivo (genitive case ou -s).
Ano(s) 
Tempo estimado 
5 aulas.
Material necessário 
  • Cartolina e pincéis atômicos.
Desenvolvimento 
1ª etapa 

Verifique as expressões que os alunos conhecem em inglês. Pergunte se eles vão ao shopping. O que significa essa palavra? E, no computador, que palavras surgem? Peça que os alunos façam uma lista de estrangeirismos do dia-a-dia. Escreva no quadro os termos e pronuncie-os com a classe.

2ª etapa 

Hora de classificar as palavras escolhidas. Apresente à turma um painel de cartolina com as seguintes divisões: technology, food, stores, others (tecnologia, comida, lojas, outros). Explique o significado das categorias sem traduzi-las: use gestos e exemplos simples, como hambuguer is food. Divida a turma em grupos e proponha que cada um organize as expressões relativas a uma categoria. Entregue tiras de cartolina em branco e peça que escrevam nelas as palavras selecionadas. Os alunos devem colá-las no painel embaixo da coluna correta.

3ª etapa 

Entre as palavras sugeridas, escolha algumas terminadas em -s: Habibs, Bobs, McDonalds... Pergunte o que os três nomes têm em comum. Leve-os a perceber o uso do -s (o caso genitivo) e explique que a terminação indica posse ou seja, que a lanchonete pertence ao Habib, ao Bob ou ao McDonald. Peça à classe que cite lojas locais que levam o nome do dono: Toninho Bar, Pizzaria Fabrício... Como ficariam se seguissem a regra dos nomes de estabelecimentos em inglês? Transforme alguns exemplos com os alunos (Toninhos, Fabrícios) e deixe-os exercitar com outros.

4ª etapa 

Para finalizar, sugira que os alunos criem um estabelecimento, desenhem um logotipo (símbolo que o identifica) e dêem a ele seus nomes usando o caso genitivo.

Avaliação 

Registre a evolução de cada aluno, obervando a participação na pesquisa das palavras, na montagem do painel e na pronúncia. Confira se os que já estudam inglês seguem motivados.

Créditos:
Edileusa Andrade de Carvalho
Formação:
Professora de Língua Inglesa da EMEF Presidente Kennedy, em São Paulo
Créditos:
Celina Fernandes
Formação:
Consultora de Língua Estrangeira
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.