Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Biomas brasileiros: Parte 1 - mapeamento

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 

Identificar as características dos biomas brasileiros e avaliar a importância da preservação de sua biodiversidade.
Estabelecer relações entre as coberturas vegetais, fauna, clima, relevo, solos e recursos hídricos em biomas e ecossistemas situados no território brasileiro.
Ler e interpretar informações em diferentes representações cartográficas.

Conteúdo(s) 

Biomas brasileiros: caracterização, distribuição, usos, riscos e ameaças
Domínios morfoclimáticos brasileiros
Seres vivos e meio físico: interações ecológicas
Biodiversidade: níveis e escalas

 

Ano(s) 
Tempo estimado 
6 aulas
Desenvolvimento 
1ª etapa 

Introdução 

Esta sequência didática é a primeira de uma série de oito propostas sobre os biomas brasileiros para Ensino Fundamental II. A partir de pesquisas, produção de textos e mapas, painéis e debates, os alunos vão entender a complexidade dos biomas do país e avaliar sua diversidade natural, hoje ameaçada pela expansão econômica e por algumas formas de uso e ocupação do território.

Nesta primeira sequência, a turma vai compreender os conceitos de biomas e domínios morfoclimáticos e aprender as principais características naturais do Brasil. Os estudantes vão entender, também, quais os efeitos do uso e da ocupação da terra para a preservação da diversidade natural brasileira. Confira as demais sequências da série ao lado.

Faça uma roda de conversa com a turma sobre o que eles já sabem a respeito dos biomas brasileiros. Peça que descrevam os aspectos naturais do local em que vivem e digam como se inserem no quadro nacional.

Anote os resultados no quadro e proponha que a turma realize uma atividade de campo, em que observem o bairro ou município em que vivem. Para isso, divida os alunos em grupos e peça que elaborem um pequeno roteiro de observação. Oriente-os a incluir os seguintes pontos: espécies de plantas encontradas; porte da vegetação; características dos solos: fauna associada: aspectos climáticos, relevo e hidrografia.

2ª etapa 

Organize a visita e escolha um local adequado para a atividade - pode ser uma unidade de conservação no município, uma visita à área rural, ou mesmo uma volta no bairro. Acompanhe os alunos durante a atividade e aproveite para destacar as interações ecológicas do meio: presença de umidade, porte da vegetação, luminosidade, relevo e distribuição das plantas. Os registros podem ser feitos por escrito e por meio de desenhos e fotografias.

3ª etapa 

Já na sala de aula, peça que a turma finalize os relatórios de observação. Se os alunos não conseguirem responder a todas as questões do roteiro durante a atividade de campo, eles podem realizar pesquisas na sala de aula ou na internet.

4ª etapa 

4ª aula
O passo seguinte é entender os conceitos de bioma e domínio morfoclimático, e aprender quais os ecossistemas presentes no território brasileiro. A partir daí, a turma poderá relacionar as informações de sala de aula com os resultados do trabalho de campo e entender como o local em que vivem se insere na Geografia nacional. (Para saber mais, assista aos Vídeos Planetinha. Informações sobre os biomas brasileiros, disponíveis no site do Planeta Sustentável)

Comece a aula pedindo que os alunos se reúnam nos grupos e observem o mapa e o quadro abaixo:

Brasil - Biomas

 

Mapa de Biomas do Brasil. Fonte: IBGE - Ministério do Meio Ambiente, 2004
Mapa de Biomas do Brasil. Fonte: IBGE - Ministério do Meio Ambiente, 2004

 

Biomas continentais brasileiros Área aproximada (km2) Área /total Brasil
Bioma Amazônia
4.196.943
49,29%
Bioma Cerrado
2.036.448
23,92%
Bioma Mata Atlântica
1.110.182
13,04%
Bioma Caatinga
844.453
9,92%
Bioma Pampa
176.496
2,07%
Bioma Pantanal
150.355
1,76%
Área total do Brasil
8.514.877
 


Com base neles, peça que os alunos levantem as principais características dos biomas brasileiros. Solicite que anotem as observações feitas e comente com eles os resultados encontrados.

A turma deve perceber que o Brasil é dividido em seis grandes unidades continentais, sendo a Amazônia a mais extensa, recobrindo quase 50% do território nacional e parte de países vizinhos como Peru, Bolívia, Colômbia e Venezuela. Do ponto de vista da cobertura vegetal, explique que são florestas amazônicas, assim no plural, pois temos as matas de terra firme, várzea e igapó.

Comente com a turma que outro bioma florestal, a mata Atlântica, está associada à umidade e aos ventos alíseos vindos do oceano. Sua distribuição azonal e suas altitudes variadas lhe conferem elevada diversidade de plantas e animais. O bioma apresenta florestas costeiras e interiores - ou de altitude - associadas a outros ecossistemas, como matas de restinga, estuários, campos de atitude, manguezais, mata dos pinhais e ilhas de cerrado. (Para saber mais, leia a reportagem Era uma vez a Mata Atlântica, disponível no site do Planeta Sustentável).

Somam-se a essas duas grandes áreas florestais, as coberturas vegetais abertas - como os cerrados,
segundo maior bioma do país, a caatinga e os pampas - e o conjunto complexo do Pantanal, uma grande planície de inundação recoberta em sua maior parte por vegetação aberta.

Entendidos os biomas, explique à classe que essa é a classificação do território mais usada atualmente, mas existe também outra bastante importante, que eles já devem ter ouvido falar: os domínios morfoclimáticos. Apresente aos estudantes o mapa abaixo e peça que observem diferenças em relação ao primeiro:

 

Domínios morfoclimáticos. Fonte: Aziz N. Ab¿Saber, 1975.
Domínios morfoclimáticos. Fonte: Aziz N. Ab-Saber, 1975.

 

Ouça as sugestões da turma e explique a eles como surgiram os dois conceitos e suas características principais (sabia mais no texto abaixo).

 

Texto de apoio ao professor

Biomas e domínios morfoclimáticos

As diversas paisagens que se estendem pelo globo terrestre podem ser agrupadas segundo alguns critérios, capazes de agregar regiões com características semelhantes e facilitar o entendimento dos fenômenos naturais e sociais. Quando falamos em paisagens naturais, há dois conceitos importantes: bioma e domínio morfoclimático.

De origem grega, a palavra bioma (bio = vida + oma = grupo) foi utilizada pela primeira vez nos anos 1940 por Frederic Clements para designar grandes unidades caracterizadas pela uniformidade na distribuição e predomínio de espécies de flora e fauna, associadas a relevo, solos e macroclimas. Mais tarde, a classificação foi aprimorada, passando a designar grandes unidades com características semelhantes no que se refere à sua fisionomia, formas de vida, estruturas e fatores ambientais associados - clima, relevo, solos e hidrografia.

O conceito de domínios morfoclimáticos (morpho = formas + clima) foi proposto nos anos 1970 por Aziz Ab´Saber, sendo utilizado para classificar as interações entre os elementos naturais construídas ao longo do tempo. Os domínios se referem a unidades paisagísticas a partir, em especial, das relações entre clima e relevo, pontuadas por paisagens distintas geradas pela variação de fatores naturais. Dentro do conceito de domínios, são valorizadas as faixas de transição entre uma paisagem e outra, deixando claro que essa passagem se dá de forma gradual e não abrupta.

Atualmente, predomina o conceito de biomas, mas é importante que a turma entenda também a ideia de domínios morfoclimáticos e consiga perceber que existem zonas de transição entre uma paisagem e outra.

 

Para finalizar a aula, comente com a turma os domínios morfoclimáticos do país. O amazônico é um conjunto de terras baixas com florestas, sob clima equatorial, com umidade constante (Para saber mais, leia o Especial Amazônia, disponível no site do Planeta Sustentável).Os mares de morros correspondem, por sua vez, a uma faixa com a presença de topos de morros aplainados, convexos, como se fossem meias-laranjas, recobertos em grande parte pela mata Atlântica. Entre outros conjuntos, estão a depressão sertaneja - com a presença de caatingas - e os chapadões do Planalto Central - com cerrados e matas-galeria acompanhando os rios. Destaque no mapa a presença das faixas de transição - como o agreste nordestino.

5ª etapa 

Na quinta aula, discuta com a moçada os riscos e ameaças aos biomas brasileiros, os limites do processo de ocupação e a necessidade de medidas e políticas públicas de proteção. Peça que examinem o mapa a seguir e comentem as principais informações encontradas:

Brasil - Domínios naturais: limites e ameaças

 

Domínios naturais: limites e ameaças. Fonte: THÉRY, H.; MELLO, Neli. Atlas do Brasil: disparidades e dinâmicas do Território. São Paulo: Edusp, 2006, p. 70
Domínios naturais: limites e ameaças. Fonte: THÉRY, H.; MELLO, Neli. Atlas do Brasil: disparidades e dinâmicas do Território. São Paulo: Edusp, 2006, p. 70


Com base no mapa, discuta com a classe os principais desafios de conciliar preservação com o desenvolvimento econômico-social. Peça que a classe observe algumas consequências da ação humana na natureza: desabamentos em morros sem cobertura de matas em áreas urbanas da faixa litorânea, avanço da desertificação no sertão nordestino e o arco do desmatamento na Amazônia oriental, área de expansão de fronteiras econômicas.

Explique a eles que esses problemas não surgiram recentemente, mas são o resultado de anos. Dê o exemplo das matas Atlânticas, porta de entrada para a ocupação histórica do território, hoje reduzidas a 7% de sua cobertura original, com remanescentes que precisam ser preservados em sua biodiversidade. Diga a eles que essas matas abrigam nascentes de cursos d¿água e uma incrível variedade de mamíferos, aves, répteis e anfíbios. Elas apresentam a mais rica composição de mamíferos da América do Sul, com macacos-prego, o muriqui, a onça-parda, a jagauatirica, quatis, gambás e outros, vários deles sob ameaça.

Converse com a turma também sobre o progressivo avanço da agricultura moderna sobre os cerrados e os riscos da contaminação de cursos d¿água no Pantanal (Para saber mais, leia o artigo Cerrado, um drama em silêncio, disponível no site do Planeta Sustentável). Nos campos do sul, vem avançando a formação de areais, com visível perda de solos e coberturas.

6ª etapa 

Para finalizar a atividade, peça que os alunos se reúnam nos grupos e proponha que elaborem um painel sobre o tema: "Biomas brasileiros: um mapeamento". Explique à turma que eles devem representar em seus trabalhos as características dos biomas existentes no país, destacar os problemas enfrentados atualmente - podem ser feitas reproduções dos mapas analisados, acompanhadas de fotografias e ilustrações - e relacionar os traços e elementos naturais encontrados no trabalho de campo ao bioma correspondente. Acompanhe o trabalho dos grupos e esclareça possíveis dúvidas.

Como atividade de casa, solicite que cada aluno elabore um texto resumindo os conceitos aprendidos nesta sequência didática. Explique que o material será usado como apoio para as próximas aulas, em que eles vão analisar, em profundidade, cada um dos biomas brasileiros.

Avaliação 

Leve em conta a participação de cada aluno nas tarefas individuais e coletivas e sua contribuição para o enriquecimento das discussões. Avalie a produção de textos - relatórios, sínteses, legenda para o painel - e a organização de textos e imagens no painel, considerando as características dos gêneros e a clareza e organização textual. Observe também o domínio de conceitos apresentados em sala. Se possível, reserve tempo para que a turma avalie a experiência.

 

Quer saber mais?

Bibliografia
A escultura da Terra. Domínios morfoclimáticos, Aziz Ab-Saber, Edart/Funbec, 1975
A ferro e fogo: a história e a devastação da Mata Atlântica brasileira, Warren Dean, Companhia das Letras, 1996.
A conservação de florestas tropicais, Sueli A Furlan e João C. Nucci, Atual, 1999

Internet
Fundação SOS Mata Atlântica. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais-INPE. Atlas dos remanescentes florestais de Mata Atlântica 2005-2008
IBAMA. Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis
Instituto Socioambiental. Almanaque Brasil Socioambiental. São Paulo: ISA, 2004
Mapa de Biomas do Brasil. IBGE/Ministério do Meio Ambiente (interativo)
Ministério do Meio Ambiente. Biodiversidade e florestas

 

Créditos:
Roberto Giansanti
Formação:
geógrafo e autor de livros didáticos
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.