Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

 


Avaliação inicial da produção de texto

Publicado por 
novaescola
Objetivo(s) 

- Identificar o domínio de cada aluno em relação aos padrões da linguagem escrita.

Conteúdo(s) 

- Produção de texto.
- Fábulas ou contos.

Ano(s) 
Material necessário 

Folhas para escrever, lápis e borracha.

Desenvolvimento 
1ª etapa 

Selecione uma fábula ou um conto que seja conhecido pelos alunos. É importante que o texto não seja memorizado pelo aluno, apenas conhecido. Explique que você vai reler esse texto e em seguida, eles vão reproduzir por escrito a história.

2ª etapa 

Depois da leitura, converse sobre o enredo para que as crianças se familiarizem ao máximo com a história. Você pode solicitar que contem a fábula oralmente para ter a certeza de que todos têm condições de reproduzi-la por escrito.

3ª etapa 

Peça que os alunos escrevam a fábula ou conto lido. Deixe claro que essa atividade será importante para o planejamento das próximas aulas e vai ajudar todos a escrever com mais segurança. Portanto, os alunos precisam se esforçar para escrever sozinhos, da maneira como sabem. Esclareça que ninguém precisa ter medo de errar nesse momento e que é muito importante que ninguém copie o texto do colega.

Avaliação 

Leia os textos produzidos pelos alunos, observando se respeitam as características do gênero escolhido e os padrões da linguagem escrita. No caso dos contos e das fábulas, uma sugestão possível é a seguinte:

Características do gênero
- Modifica o conflito principal da história?
- Evidencia a relação entre os personagens?
- Constrói o clímax?
- Transforma o desfecho da história?
- Constrói o texto de modo a retomar ideias anteriores para dar unidade de sentido (coesão referencial)?
- Usa marcadores temporais?
- Usa marcadores espaciais?

Padrões da linguagem escrita
- Escreve alfabeticamente?
- Apresenta muitas dificuldades para representar sílabas cuja estrutura seja diferente de consoante-vogal?
- Apresenta erros por interferência da fala na escrita em fim de palavras, com grafias do tipo "ela foi leva doces" ao invés de "ela foi levar doces"?
- Apresenta erros por interferência da fala na escrita no radical?
- Troca letras ("c"/"ç", "c"/"qu", "r"/ "rr", "s"/"ss", "g"/"gu", "m"/"n") por desconhecer as regularidades contextuais do sistema ortográfico?
- Troca letras ("c"/"ç"/"s"/"ss"/"x", "s"/"z", "x"/"ch", "g"/"j") por desconhecer as múltiplas representações do mesmo som?
- Realiza trocas de consoantes surdas (produzidas sem vibração das cordas vocais, como "p" e "t") e sonoras (com vibração das cordas, como "b" e "d")?
- Revela problemas na representação da nasalização ("ã"/"an")?
- Domina as regras básicas de concordância nominal e verbal da língua?
- Segmenta o texto em frases usando letras maiúsculas e ponto (final, interrogação, exclamação)?
- Emprega a vírgula em frases?
- Segmenta o texto em parágrafos?
- Dispõe o texto (margens, parágrafos, títulos, cabeçalhos) de acordo com as convenções?

Assim que preencher a análise de todos os alunos, faça a tabulação dos dados. Se você tiver acesso a um computador e um software de edição de planilhas (do tipo Excel), esse trabalho poderá ser feito com mais rapidez (confira um modelo de tabela). Consolide os dados e verifique quantas vezes os problemas listados aparecem no texto de cada criança. Em seguida, registre o total de vezes que esse problema aparece em todo o grupo. Com base nesse diagnóstico, liste os problemas principais que precisam ser trabalhados com toda a turma, tratando-os como conteúdos prioritários para o semestre.

Essa análise também vai permitir que você identifique dificuldades específicas dos alunos. Uma opção para tratá-las é planejar atividades em grupos, desde que eles reúnam alunos com diferentes níveis de conhecimento. Dessa forma, os estudantes mais avançados poderão interagir com aqueles que têm dificuldades para que possam se desenvolver juntos.

É importante que, ao longo do ano, você guarde cópias de outras produções escritas, e verifique periodicamente o avanço de cada aluno em relação ao domínio da linguagem escrita.

Encaminhamento
Depois de diagnosticado o domínio da linguagem escrita da turma é possível direcionar o planejamento das atividades mais adequadas ao grupo. Além de considerar as dificuldades dos alunos que você julgou prioritárias, as propostas de produção de texto precisam assegurar propósitos comunicativos do texto que será escrito. Para isso, os alunos precisam ter clareza dos seguintes pontos:

O que será escrito?
- Para quem? Quem serão os leitores?
Para quê? Qual a finalidade do texto?
Como? Em que gênero será escrito?

Com essas informações em mente, os alunos - e também os escritores proficientes - têm condições de planejar o que escrever, redigir uma primeira versão e revisá-la tendo critérios claros para adequações necessárias.

Portanto, as boas situações de produção de texto na escola, cumprem simultaneamente, propósitos didáticos (o que os alunos precisam aprender) e propósitos comunicativos (O quê? Para quê? Para quem? Como?). E os projetos didáticos são a modalidade organizativa mais propícia para trabalhar esses objetivos.

Confira as reportagens de NOVA ESCOLA que tratam das condições didáticas da produção de texto e do trabalho com gêneros nas aulas de Língua Portuguesa

O que e para que(m)

Como usar os gêneros para ensinar leitura e produção de textos

No vídeo abaixo, a consultora em alfabetização Débora Rana realiza uma atividade de diagnóstico inicial da linguagem escrita, semelhante a esta, com uma turma de 5ª série.

Flexibilização 

Conte com o apoio de um intérprete de Libras. Solicite que ele explique antecipadamente toda a proposta para o aluno e que faça uma primeira leitura da fábula ou conto escolhido por meio da linguagem de sinais, antes da aula. Dê oportunidade de o aluno escrever da maneira que consegue para você saber o que ele - e todos os demais alunos da turma - já sabe e as principais dificuldades.

Para que ele possa acompanhar melhor as atividades de produção de texto em classe, planeje lições extras em que o aluno possa analisar determinados aspectos, como as regularidades da ortografia, por exemplo.

Incentive a prática de recontar à família por meio de Libras os textos que foram trabalhados em aula, como forma de desenvolver maior familiaridade com a linguagem escrita.

Deficiências 
Auditiva
Autor Nova Escola

COMPARTILHAR

Alguma dúvida? Clique aqui.